terça-feira, 6 de junho de 2017

A Bússola

 Como escolher uma bússola para Orientação ou trekking?

Todas as bússolas que existem têm uma coisa em comum: uma agulha imantada. Nem sempre com o formato de uma "agulha" ou de uma seta.
Estas bússolas aeronáuticas do início do século XX, por exemplo, têm a agulha em formato de disco.
fonte: http://compassmuseum.com/
O importante é que a bússola nos faça "enxergar" o campo eletromagnético da Terra por intermédio da sua "agulha", seja em que formato for.

Para o esporte de Orientação e para um trekking, é essencial que esta bússola esteja em contato permanente com a carta, que ela possa "sentar" sobre o mapa. A bússola aeronáutica, por exemplo, não faz isso.

E para não perder nenhum detalhe desse mapa, é preferível que as bússolas de Orientação e trekking sejam predominantemente transparente, exatamente como não é essa bússola israelense.
fonte: http://compassmuseum.com/

 

Assim, ...

... o formato preferível de uma bússola para a Orientação ou para o trekking é com uma agulha imantada destacando o lado norte e o sul, depositada numa caixa transparente e sobre uma base também transparente. Esta base permite o contato pleno com o mapa, além de conter réguas que auxiliam o seu portador a fazer medições cartográficas.

Abaixo, estão exemplos de bússolas adequadas para a prática do esporte Orientação e do trekking.
Estão expostas uma peça de cada uma das gigantes produtoras de bússolas para essas atividades: Silva, Suunto e Moscompass.

Fonte: www.silva.se
Fonte: www.suunto.com
Fonte: www.net-market.cz

Perguntamos para as três grandes o que diferencia uma bússola de Orientação e de trekking.
Mas isso fica para a próxima postagem.